NATASHA

Sinopse:
Natasha é um romance doce, apaixonante (...)

PJ é um garoto solitário e melancólico, apaixonado por poesia e pela musicalidade da vida. Tendo nele as veias transbordadas de paixão, os impulsos de felicidade, as lembranças das quatro estações, devido a ter conhecido Natasha na Primavera, e nenhuma Primavera vivida por ele foi tão bela quanto aquela; nenhuma flor teve um perfume tão bom, aproveitando ao máximo cada segundo.

Natasha é uma jovem ruiva de olhos foscos, uma incógnita apaixonante, levando PJ a desvenda-la, a amá-la. Altamente esperta e de pensamentos velozes como uma raposa, renderam-lhe o apelido de Fox. E ela o ensina a valorizar o sentimento que a natureza proporciona, mesmo que as folhas secas outonais comecem a nos ferir. Ela ensina um poeta a fazer poesia, a escutar o silêncio, levou PJ a ter atitude, e ele era um tímido antissocial. Natasha colore sua vida, e seu preto e branco passa a ter mais tons que arco-íris. Entretanto, Natasha é chama e cada estação é uma mudança. PJ está altamente sujeito à dor do amor.

Sales Rodrigues, escritor e crítico literário


Ou adquira através de depósito bancário. Para informações de valor e envio entre em contato.







"Natasha" é meu primeiro livro/romance publicado.


Inspirado inicialmente em uma música de mesmo nome, da banda Capital Inicial, ganhou rumos diferentes como se a personagem tivesse vida própria. Escrito desde os meus treze anos de idade, foi se alterando e se transformando até que fosse possível publicar. Foi aprovado pela Editora Deuses no início de 2014, começou a ser revisado e diagramado em maio e lançado no dia 27 de agosto.

 Flávia Andrade, autora do romance Natasha





O livro foi entregue à banda Capital Inicial e o Dinho Ouro Preto (vocalista) postou em suas redes sociais! Foi uma grande alegria e um grande reconhecimento. Depois disso o livro foi divulgado para muitas pessoas, principalmente fãs da banda e da música, Natasha. Essa é uma das provas de que sonhos podem ser realizados, basta correr atrás!



CRÍTICA

"Enxerguei-me em Natasha, no seu gosto pelo álcool, por ser tudo que possui vida no mundo, por florescer na primavera e saber que o inverno é um filho da puta que somente deixa más saudades. Natasha não tem papas na língua, arma-se para a vida, mas ainda é uma menina. Modifica-se como as estações e mesmo com as suas modificações, não deixa de amar. Sim, eu sou uma Natasha."

Joyce Xavier, autora de Brilho da Minh'alma


"A Flavia Andrade humilhou a todos nós duplamente: primeiro por escrever seu primeiro livro aos 15 anos, e segundo por não escrever como alguém de 15 anos."

Roberta Grassi, autora de A Luz de Um Isqueiro


"Seu livro é um frenesi completo!"

Agatha de Assis, autora de Desolada e Melancolia

TEXTO INTRODUTÓRIO:
Adianto-lhe que se prepare para encarar a poetização estonteantemente amável da dor. Tal poetização é tão minuciosa que a dor penetra sem convite e se instala sem permissão.A dor de PJ não durou uma década, mas não se sinta culpado se seus olhos marejarem vez ou outra, se as lágrimas escorrerem por sua face. Deleite-se por se apaixonar por Paulo e por Natasha – a eterna menina mulher de olhos paradoxalmente foscos.Permita-se enxergar na ousadia de Fox e na paixão de PJ.Reconheça-se nos exageros, simplicidade e complexidade do amor.Amado leitor, aproveite as estações, mas não se esqueça do casaco... O inverno mata.

Por Amanda Baldenebro

COMPRAR AGORA


Ouça a música que inspirou o livro!



0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, por ler e comentar. Retorne sempre que sentir vontade.

Tecnologia do Blogger.

Curta no Facebook